Correios convocam aprovados no Programa Jovem Aprendiz em MS

Os Correios retomaram a chamada dos aprovados no Programa Jovem Aprendiz, tendo em vista que o processo seletivo aberto em 2020 estava suspenso por causa da pandemia. As convocações estão ocorrendo em várias cidades de todo o País, de forma gradativa, até que o número de aprovados seja suficiente para o provimento das vagas publicadas em edital.

Nesta fase, o candidato precisa conferir se o seu nome está na lista de convocação disponível no site dos Correios (no campo “Editais e Arquivos do Concurso” > “Convocação Comprovação de Requisitos”), em seguida deverá apresentar, por meio do sistema de inscrição, a documentação comprobatória exigida no edital.

Para comprovação dos requisitos, o aprendiz deverá clicar em “Acompanhe sua Inscrição”, depois em “Página de Acompanhamento”. Em seguida, inserir seu CPF e senha cadastrados, clicar em “Verificar Andamento das Inscrições”, utilizando a opção “Anexar Documentos” para fazer o upload. Os arquivos digitalizados deverão ser enviados no formato PDF, JPEG ou JPG e são limitados a 500 kb por documento. O candidato deverá evitar colocar nomes muito extensos nos arquivos, pois podem ser rejeitados pelo sistema.

Após esta etapa, os aprovados no processo seletivo serão encaminhados para realização do exame médico pré-admissional. Conforme consta no edital de abertura, é responsabilidade do candidato o acompanhamento das publicações e atos referentes à seleção.

O programa Jovem Aprendiz dos Correios é uma ação corporativa alinhada às diretrizes da CLT, destinada à contratação especial de aprendizes classificados por critérios socioeconômicos. Foram abertas 4.462 vagas, sendo 815 para negros e pardos e mais 660 para pessoas com deficiência.

A carga horária de trabalho será de 20 horas semanais, com salário entre R$ 516,66 a R$ 716,09 mensais, além de vale-transporte, vale-refeição ou alimentação e uniforme.

Compartilhar:

Biden sanciona pacote de US$ 770 bi para a Defesa nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sancionou o Ato de Autorização de Defesa Nacional, ou NDAA, na sigla em inglês, para o ano fiscal de 2022, que autoriza investimentos de 770 bilhões de dólares em Defesa, anunciou a Casa Branca nesta segunda-feira (27).

“O Ato oferece benefícios vitais e intensifica o acesso à Justiça para funcionários militares e suas famílias, e inclui autoridades essenciais para apoiar a Defesa Nacional do nosso país”, disse Biden em nota após sancionar o projeto em lei.

O NDAA é observado de perto por uma ampla faixa de setores da indústria e outros interessados, já que é um dos únicos grandes projetos a se tornar lei a cada ano, e por abordar uma ampla gama de questões. O NDAA é aprovado em lei todos os anos há seis décadas.

Autorizando de cerca de 5% de investimentos a mais para os militares em relação ao ano passado, o NDAA do ano fiscal de 2022 é um compromisso fruto de negociações intensas entre democratas e republicanos do Senado e da Câmara após impasses em relação a políticas relacionadas à Rússia e à China.

O projeto inclui um aumento de salário de 2,7% para tropas e mais compras de aeronaves e embarcações para a Marinha, além de estratégias para lidar com ameaças geopolíticas, especialmente da Rússia e da China.

Compartilhar:

Homem é preso ao tentar sair de mercado com peça de picanha escondida nas calças

Um homem de 43 anos, morador no Jardim Água Boa, em Dourados, foi detido pela GMD (Guarda Municipal de Dourados) na tarde de ontem, terça-feira (16), tentando furtar duas peças de carne de um supermercado que fica na rua Joaquim Teixeira Alves, na região da Vila Sumati.

Conforme o apurado pela reportagem, o indivíduo foi até o estabelecimento, e na sessão de carnes a vácuo, colocou uma picanha de R$ 138 e uma maminha de R$ 64, na calça, mas foi detido pelo segurança quando tentava deixar o local.

A Guarda foi acionada e o homem conduzido à delegacia. Lá, ao Ligado Na Notícia ele confirmou que “gosta de picanha” e, por isso, praticou o furto. Também disse que já foi detido anteriormente pela mesma prática em outro supermercado da cidade.

Compartilhar:

Naviraí-Prefeita Rhaiza Matos autoriza licitação visando execução de obras do futuro cemitério

Está na Gerência Municipal de Finanças (GEFIN) o Pedido de Compras nº 435/2021, da Gerência de Obras (GEROB), para a realização de processo licitatório objetivando a contratação de empresa especializada em execução de obra de patamarização e drenagem de águas pluviais, visando à implantação do novo cemitério municipal de Naviraí.

A realização da licitação foi autorizada pela prefeita Rhaiza Matos e visa a construção de infraestrutura no futuro cemitério de Naviraí, que ficará situado no prolongamento da Avenida João Rigonato, no extremo norte da zona urbana, saída para o Assentamento Juncal.

“Este projeto prevê minimizar impactos ambientais, como erosões, poluição de rios e lagos, redução da incidência de doenças de veiculação hídrica e, ao mesmo tempo, as condições razoáveis de circulação de veículos e pedestres. Enfim, a patamarização  possibilitará definir níveis para a implantação do cemitério com a infraestrutura de base necessária e, sobretudo, minimiza os custos do empreendimento”, explica o gerente de Obras, Jorge Luis de Lúcia.

“O atual cemitério está absolutamente saturado. Estaremos fazendo investimentos de recursos próprios dos cofres da Prefeitura para resolver um dos grandes problemas do município. O novo local, será um Cemitério Parque, com sepultamentos subterrâneos, sem a construção de túmulos e jazigos e atenderá a contento a demanda dos próximos anos”, informa a prefeita Rhaiza Matos.

De acordo com a planilha orçamentária elaborada pela Gerência de Obras serão necessários investimentos no valor de R$ 1.059.561,25 nas obras de compactação de solo e drenagens de água pluviais. Demais construções, como salas administrativas e de recepção farão parte de outro projeto.

Compartilhar:

Titular de time masculino, Luiza foi vetada de estadual por ser menina

Luiza Santana dos Santos, de 10 anos de idade, foi impedida de disputar o Campeonato Estadual de Futebol “Professor José Astolphy” com sua equipe. Ela é titular e única menina do time sub-11 de Ilha Solteira, interior de São Paulo, e não foi autorizada a participar da competição porque é do sexo feminino.

Sua cidade não possui uma equipe feminina sub-11, e Luiza é a única menina do elenco do técnico Marcos Roberto Magnani, conhecido como Marquera. O treinador diz que ela nunca teve problemas com os colegas e que imaginou que receberia permissão para inscrevê-la no torneio.

Pai de Luiza, Leomagno dos Santos diz que achava que estava tudo certo para que a menina disputasse o torneio. Segundo ele, receber a notícia da negativa foi difícil para a menina.

“Não tem futebol feminino aqui na categoria dela. Não existe campeonatos femininos da idade dela [sub-11] na nossa região aqui de Araçatuba. Então, ela não consegue competir com as meninas. Sempre quando tem algum torneio é algo interno, aí ela tenta participar junto com os meninos. Ela joga de igual para igual com os meninos. Mas, da idade dela, não existe sub-11 feminino”, contou Leomagno.

“Ela é titular do time e sonha em se tornar jogadora profissional. O professor chegou até mim e falou que não via problema nenhum em colocar ela nos campeonatos. Por ele já estava certo que ela ia jogar a competição. Passamos toda a documentação dela, e fizeram a inscrição. Junto com a inscrição, ele mandou o ofício explicando que ela é do sexo feminino e pediu autorização. Enviamos para a região de Araçatuba esse ofício, encaminharam ao estado de São Paulo, e responderam que ela não poderia jogar porque não se enquadrava. Foi uma tristeza para todos, e principalmente para minha filha. Ela chorou de soluçar, e nós, familiares, desabamos”, acrescentou.

UOL Esporte entrou em contato com a Secretaria de Esportes de São Paulo, que confirmou que Luiza foi impedida de disputar o torneio. O regulamento da competição prevê a entrada de times femininos somente na categoria sub-17, ou seja.

“O campeonato tem etapas distintas para os gêneros masculino e feminino, bem como a faixa etária. A atleta referida não se enquadra dentro do que prevê o regulamento da competição, o que inviabiliza a abertura uma exceção”, disse o órgão, em comunicado enviado à reportagem.

“Ela é muito feliz jogando futebol”

De acordo com o pai de Luiza, a menina sempre gostou de “brincar” de futebol e começou a ter aulas com Marquera aos quatro anos de idade. Ela se destacou, logo começou a participar de competições e hoje se divide entre os estudos e os treinamentos.

“É uma menina de personalidade muito forte mesmo e colocou na cabeça que quer ser jogadora. É claro que sempre colocamos o estudo dela em primeiro lugar, sempre reforçamos isso. Depois vem o lado do futebol. Hoje ela treina três vezes por semana a parte física, e às terças e quintas o trabalho é voltado para o coletivo. Sempre foi da vontade dela. Ela sempre se divertiu muito jogando futebol. Ela é muito feliz jogando futebol. A felicidade dela é ir para o campinho brincar de bola”, declarou Leomagno.

Agora, a Luiza acompanha seu time à distância. Para seus pais Leomagno e Lilhian Cristina, não poder participar do torneio é apenas um pequeno obstáculo para a menina. Sempre que possível, técnico e colegas de elenco enviam vídeos com homenagens a ela.

“Creio que ela vai vencer desafios maiores. Seguimos treinando. No outro dia, ela já queria treinar, mesmo não podendo jogar no campeonato. Ela disse: ‘vou treinar por mim’ Foi uma injustiça muito grande”, reclamou Leomagno.

Compartilhar:

Defron prende criminoso que planejava assaltar Casa Lotérica em Dourados

Foi preso pela Defron um criminoso que participaria de um roubo em uma casa lotérica em Dourados. O homem possui extensa ficha criminal, com prisões por tráfico de drogas, roubo, homicídio, receptação, furto e outros.

De acordo com o delegado Rodolfo Daltro as investigações apontavam que a Casa Lotérica seria roubada, crime a ser praticado por integrantes de uma facção criminosa. “A lotérica em questão estava sendo monitorada e os criminosos planejavam roubá-la nos próximos dias. Assim, foi identificado um dos participantes do crime.”

Ao ser dado cumprimento a mandado de Busca e Apreensão no imóvel onde reside o acusado, no bairro Canaã 3, a Defron apreendeu uma pistola calibre 9mm, de origem israelense, com a numeração raspada, que se encontrava municiada.

O preso alegou que possuía conhecimento do roubo, mas que não iria participar do crime, possuindo a função de guardar a arma para a facção. Ele foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo. As investigações continuam visando identificar todos aqueles que atuariam no mencionado roubo.

Compartilhar:

Polícia captura foragido da Justiça condenado por latrocínio em MS

O SIG (Setor de Investigações Gerais) da delegacia de Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo prendeu J. A. P. (30), condenado definitivamente por latrocínio.

Segundo consta no processo criminal, o homem de 30 anos foi denunciado pelo Ministério Público porque, no dia 6 de novembro de 2011, na estrada da Serra da Alegria, entrada do Pantanal, município de Rio Verde do Mato Grosso, junto com mais dois comparsas, roubou uma motocicleta mediante o emprego de violência, causando a morte da vítima.

Na ocasião, os roubadores dirigiram-se até um “mataburro” e ficaram aguardando a passagem da vítima. Assim que um motociclista reduziu a velocidade, os homens bateram no guidão da moto e renderam a vítima, anunciando o assalto.

A vítima suplicou para que os autores levassem só sua motocicleta, porém, com requintes de crueldade, eles a amarraram, mandaram-na deitar no meio do mato e passaram a desferir vários golpes em sua cabeça com um pedaço de pau e com uma garrafa térmica. Na sequência, os indivíduos evadiram-se para Ribas do Rio Pardo com a motocicleta subtraída.

Na época, todos os envolvidos foram descobertos pela Polícia Civil e presos em razão de mandados judiciais. Após serem processados criminalmente, foram condenados, cada qual a mais de 20 anos de reclusão no regime inicial fechado. Desde 2013, os sentenciados vêm cumprindo pena.

Recentemente, um deles, J. A. P. (30), obteve a progressão ao regime semiaberto e, com isso, foi contemplado com o benefício da saída temporária, a famosa “saidinha”. Em setembro, o homem de 30 anos saiu do presídio da Gameleira para visitar a família, sendo que deveria retornar ao estabelecimento prisional após o término do final de semana.

Ocorre que, desrespeitando as condições impostas pelo Juízo da Execução, J. A. P. sequer retornou ao presídio, passando, então, a ser considerado evadido.

Logo que soube que o sentenciado estava foragido, a equipe do S.I.G. iniciou intensas investigações e conseguiu levantar que o foragido estava escondido em uma fazenda na zona rural, distante a mais de 40 km do centro.

Com base nessas informações, confirmadas por meio de inúmeras diligênciasos policiais civis deslocaram-se até essa fazenda e, já na sede, cercaram a casa que servia de esconderijo ao homem procurado. Na sequência, não tendo para onde correr, o condenado recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia para as providências legais. Por fim, J. A. P. (30) encontra-se à disposição da Justiça.

Compartilhar:

Trabalhadores nascidos em setembro e inscritos no Bolsa com NIS final 0 recebem 6ª parcela do auxílio

Trabalhadores informais nascidos em setembro recebem hoje (30) a sexta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro é depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

Também hoje, recebem a sexta parcela do auxílio emergencial os participantes no Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) de final 0. Para esse público, o pagamento da parcela termina hoje, último dia útil de setembro.

As datas da prorrogação do benefício foram anunciadas em agosto.

Ao todo, 45,6 milhões de brasileiros estão sendo beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O auxílio é pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada (veja guia de perguntas e respostas no último parágrafo).

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

O pagamento da sexta parcela aos inscritos no Bolsa Família começou no último dia 17 e segue até hoje. O auxílio emergencial somente é depositado quando o valor é superior ao benefício do programa social.

Em todos os casos, o auxílio é pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

O programa se encerraria em julho, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para as parcelas.

Compartilhar:

Empresários são presos em ação contra “gatos” que deram prejuízo de R$ 300 mil

Quatro empresários foram presos ontem (28), em ação contra furto de energia elétrica na região norte de Campo Grande. São 37 pontos investigados, que causaram um prejuízo estimado em R$ 300 mil.

De acordo com o delegado Enilton Pires Zalla, titular da 2ª Delegacia de Polícia Civil, a Energisa – concessionária responsável pela distribuição de energia – indicou irregularidades em mais de três dezenas de estabelecimentos comerciais na região norte. “De posse das informações, estamos indo aos estabelecimentos apontados pela Energisa, acompanhados da perícia e dos técnicos de energia”, informou Zalla.

Em quatro locais, foram constatados os furtos e quatro empresários acabaram presos em flagrante nos bairros: Vila Rica, Vila Gomes, Coronel Antonino e Vila Margarida. “Os furtos ocorrem pelo menos há cinco meses, gerando um prejuízo mensal de R$ 60 mil”, explicou o delegado.

Zalla ainda explicou que os donos dos estabelecimentos conseguem fazer esse desvio de energia através de ex-funcionários da empresa fornecedora ou eletricistas, que entendem sobre os equipamentos.

“Conseguem desviar a energia e indicar um consumo menor na unidade consumidora. No entanto, é importante deixar claro que quem paga por esse desvio são os outros consumidores”, afirmou.

Os empresários presos foram detidos, ouvidos, recolheram fiança e irão responder em liberdade. A pena para esse crime é de 1 a 4 anos.

Compartilhar:

Caixa paga 6ª parcela do auxílio emergencial a nascidos em julho e grupo do Bolsa Família

Trabalhadores informais nascidos em julho recebem hoje (28) a sexta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro é depositado nas contas poupança digitais e pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente.

Também hoje, recebem a sexta parcela do auxílio emergencial os participantes no Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) de final 8. As datas de prorrogação do benefício foram anunciadas em agosto.

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros estão sendo beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O auxílio é pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada (veja abaixo guia de perguntas e respostas).

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

O pagamento da sexta parcela aos inscritos no Bolsa Família começou no último dia 17 e segue até o dia 30. O auxílio emergencial somente é depositado quando o valor ultrapassa o benefício do programa social.

Em todos os casos, o auxílio é pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

O programa se encerraria em julho, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para as parcelas.

Compartilhar:
×