Sicredi
Otica Visao
LSJ
Du Campo

Após 10 anos, mulher morta com 30 facadas e encontrada em estrada de MS não foi identificada

No mesmo período em que corpo foi encontrado, goleiro Bruno estava sendo preso pelo desaparecimento de Elisa Samudio

Por Cosme Eduardo da Cruz em 08/01/2021 às 08:33:09

Mulher foi assassinada com 30 facadas e enterrada como indigente. Imagem: BNC Notícias

Mais de dez anos depois, a mulher encontrada morta em uma estrada vicinal, que d√° acesso à , regi√£o de √Āgua Clara, a 193 quilômetros de Campo Grande, n√£o foi identificada. O corpo foi enterrado como indigente e o assassino até hoje n√£o foi identificado. Por coincid√™ncia, no mesmo período em que a mulher foi encontrada, o goleiro Bruno estava sendo preso pelo desaparecimento da namorada Elisa Samudio, que tem familiares em .

O corpo foi localizado no dia 23 de outubro de 2010, em uma estrada vicinal distante aproximadamente 50 metros da rodovia. A de Paraíso das √Āguas foi acionada para atender a ocorr√™ncia. Na época o local era jurisdi√ß√£o do município de √Āgua Clara, mas devido à dist√Ęncia, a polícia de Paraíso das √Āguas que atendia a ocorr√™ncia.

Branca, com cabelos tingidos de loiro, sem tatuagens e aparentemente usava prótese de silicone nas mamas. A cena brutal chocou a equipe de policiais e da funer√°ria respons√°vel, informou o site local, BNC Notícias. O corpo estava somente com uma calcinha e as roupas espalhadas pelo local. Havia sinais de perfura√ß√Ķes em v√°rias partes, sendo ao todo, 30 facadas desferidas contra a mulher.

Também foram encontrados sinais de luta ou mesmo a participa√ß√£o de mais de uma pessoa no crime. Pegadas de número "38" foram juntadas ao inquérito conduzido pela de √Āgua Clara. A polícia chegou a receber informa√ß√£o de que um homem teria tomado banho em um banheiro ao lado de uma lanchonete no distrito de Bela Alvorada, à época distrito de √Āgua Clara. No entanto, até hoje esse homem n√£o foi identificado.

Após o procedimentos de praxe, o corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Tr√™s Lagoas, distante 320 quilômetros do local, e sepultado como indigente no cemitério municipal de √Āgua Clara, no dia 25 de outubro de 2010. Colhidas digitais, nem um registro em foi encontrado para identific√°-la.

No mesmo período em que a mulher foi localizada morta na estrada de MS, o goleiro Bruno estava sendo preso pelo desaparecimento da namorada Elisa Samudio, que t√™m familiares em Campo Grande. O local onde o corpo foi encontrado é rota entre e a capital sul-mato-grossense. (Com colabora√ß√£o do site BNC Notícias)

Fonte: Midiamax

Comunicar erro
Criativa