Instagram muda algoritmo após acusações de censura a conteúdos pró-Palestina

Priorizava publicações originais

Próprios funcionários reclamaram

Ranqueamento será igualitário, diz

O Instagram vai alterar seu algoritmo depois de ser acusado de censurar conteúdos pró-Palestina em sua plataforma. A alteração foi confirmada pela empresa ao site The Verge no domingo (30.mai.2021) e ocorre após funcionários da própria companhia criticarem o método de moderação automatizada. Segundo o jornal Financial Times, eles alegaram que conteúdos pró-Palestina não eram visíveis para usuários.

Durante 11 dias, a Faixa de Gaza foi palco de um conflito entre Israel e Palestina. Segundo estimativas da ONU (Organização das Nações Unidas), cerca de 240 pessoas morreram, a maioria palestinos. Em 20 de maio, foi assinado um cessar-fogomútuo e simultâneo”.

De acordo com o Instagram, os conteúdos pró-Israel apareciam mais para os usuários da plataforma por causa de seu algoritmo, que costuma dar preferência aos conteúdos originais dos stories ao invés de publicações compartilhadas. Agora, a empresa promete que todas as publicações terão um peso igual.

Segundo os funcionários, a forma como a moderação de conteúdo era realizada abria espaço para a censura e fazia com que as publicações de grupos marginalizados ficassem “escondidas” na plataforma. Uma postagem sobre a mesquita al-Aqsa, um dos pontos de disputa entre israelenses e palestinos, por exemplo, teria sido excluída indevidamente.

Em nota ao The Verge, o Facebook – companhia dona do Instagram – admitiu que a forma como a moderação ocorria podia levar as pessoas a acreditarem que certos pontos de vista eram suprimidos. “Queremos ser muito claros – este não é o caso”, disse a empresa ao site norte-americano.

De acordo com o Instagram, a escolha de dar preferência para conteúdos originais dos stories levava em conta o que interessava ao seu público. Mas, segundo a plataforma, houve um aumento do interesse em publicações que estão compartilhando outros posts. Por este motivo, a plataforma fará as alterações.

Compartilhar:
×