PREFEITURA

Anderson Leonardo, cantor do Molejo e ícone do pagode dos anos 1990, morre aos 51 anos

Pagodeiro se tratava contra um câncer na região inguinal desde 2022. Ele estava internado no Hospital Unimed, na Barra da Tijuca, e seu quadro vinha piorando desde domingo (21).

Por Cosme Eduardo em 26/04/2024 às 15:36:53

Ícone do pagode dos anos 1990, Anderson Leonardo, de 51 anos, do grupo Molejo, morreu nesta sexta-feira (26), 1 ano e meio após um diagnóstico de câncer na região inguinal. A informação foi confirmada pela assessoria do cantor e pelo perfil oficial do grupo.

"Nosso guerreiro ANDERSON LEONARDO lutou bravamente, mas infelizmente foi vencido pelo câncer, mas será sempre lembrado por toda família, amigos e sua imensa legião de fãs, por sua genialidade, força e pelo amor aos palcos e ao MOLEJO. Sua presença e alegria era uma luz que iluminava a vida de todos ao seu redor, e sua falta será profundamente sentida e jamais esquecida, nós te amamos", diz a mensagem postada em uma rede social.

Mais conhecido como Anderson Molejão, por causa da conexão com o grupo Molejo, o cantor fez história com seus sucessos animados e bem-humorados.

Nascido no Rio de Janeiro, Anderson é um dos formadores do grupo carioca de pagode, junto com Andrezinho, Claumirzinho, Lúcio Nascimento, Robson Calazans e Jimmy Batera.


Anderson estava internado no Hospital Unimed, na Barra da Tijuca, e seu quadro vinha piorando desde domingo (21).

Ainda não há informações sobre o velório e o enterro.

O Molejo estourou grandes hits em todo o país, como "Cilada", "Caçamba", "Brincadeira de Criança", "Dança da Vassoura", "Paparico" e "Clínica Geral".

O grupo, formado no fim dos anos 1980, também emplacou várias músicas de samba-rock, incluindo o próprio "Samba Rock do Molejão".

Além de fazer o vocal da banda, Anderson também era responsável pelo som do cavaquinho. Ele também atuava como compositor. O registro do Ecadnet conta com 118 composições assinadas pelo artista.

Anderson assina músicas da banda, como "Dança da vassoura" e "Garoto Zona Sul", além de hits de outros grupos, como a "Cohab City", sucesso do Negritude Junior.

O primeiro álbum do Grupo Molejo foi lançado em 1993 e foi impulsionado pela música "Caçamba". O último disco do grupo foi "Molejo Club", lançado em 2016, que trouxe faixas inéditas da banda após 6 anos.

Naquele ano, o grupo caiu nas graças novamente do público jovem e descolado, principalmente por causa dos memes e comparações irônicas com músicas de artistas como Lady Gaga. A repercussão na internet incentivou a banda a gravar o álbum.

A banda segue em atividade nos palcos, e Anderson cumpriu boa parte da agenda mesmo durante o tratamento contra a doença.

Anderson teve 4 filhos. Dois deles seguiram os passos do pai: o cantor e multi-instrumentista Leozinho Bradock, de 29 anos, e Rafael "Molejinn", de 28, que integra o Grupo Surpreender. O artista também é pai de Alessa Cristyne, de 30 anos, sua primogênita, e de Alice, a caçula, que completa 4 anos em maio.

Alice é filha do cantor com Paula Cardoso, com quem vivia um relacionamento desde 2012.


Diagnóstico de câncer

Em outubro de 2022, Anderson Molejo revelou que foi diagnosticado com câncer. Sem dizer a região atingida pela doença, o cantor chegou a anunciar, 2 meses depois, que estava curado, mas o câncer voltou.

"Vou lutar até o final", disse na época, explicando que o primeiro diagnóstico da doença foi na região inguinal.

Anderson explicou ainda que seu câncer era raro e disse que o novo tratamento era para evitar que a doença irradiasse para outras regiões.

Série de internações

Em setembro de 2023, Anderson foi internado para tratar uma embolia pulmonar, incialmente diagnosticada como pneumonia. Na ocasião, os cinco outros integrantes do Molejo seguiram com os compromissos profissionais.

Andrezinho, Robson Calazans, Jimmy Batera, Claumirzinho e Lucio Nascimento pediram orações para o cantor. O cantor teve alta semanas depois, seguindo o tratamento oncológico.

Em fevereiro de 2023, Anderson voltou a ser internado, tendo alta dias depois após fazer um bloqueio de plexo nervoso hipogástrico para dor.


Fonte: G1

Comunicar erro

Comentários

Acompanhante loiras em Goi?nia