Sicredi
Otica Visao
LSJ
Du Campo

Governo autoriza reajuste dos preços de medicamentos em até 10%

A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) aprovou o reajuste de preços dos remédios a partir desta quinta-feira, 1º de abril. A resolução está publicada em edição extra do Diário Oficial da União que circula na noite desta quarta-feira. 31. Segundo o texto, o ajuste máximo de preços permitido chega a 10,08%

Por Paulo Henrique em 01/04/2021 às 09:50:52

A C√Ęmara de Regula√ß√£o do Mercado de Medicamentos (CMED) aprovou o reajuste de pre√ßos dos remédios a partir desta quinta-feira, 1¬ļ de abril. A resolu√ß√£o est√° publicada em edi√ß√£o extra do Di√°rio Oficial da Uni√£o que circula na noite desta quarta-feira. 31. Segundo o texto, o ajuste m√°ximo de pre√ßos permitido chega a 10,08%. A resolu√ß√£o traz tr√™s porcentuais m√°ximos, de acordo com a classe terap√™utica dos medicamentos: 10,08% (nível 1); 8,44% (nível 2); 6,79% (nível 3).

No último dia 15, a CMED j√° tinha definido em 4,88% o Fator de Ajuste de Pre√ßos Relativos entre Setores, denominado Fator Y, que é um dos itens considerados para se chegar ao índice de ajuste dos pre√ßos ao consumidor. Além disso, s√£o levados também em conta a infla√ß√£o acumulada em 12 meses, o fator de produtividade repassado ao consumidor (Fator X), j√° fixado em 3,29%.

As empresas produtoras dever√£o dar ampla publicidade aos pre√ßos de seus medicamentos, por meio de publica√ß√Ķes em mídias especializadas de grande circula√ß√£o. Esse pre√ßos n√£o poder√£o ser superior aos pre√ßos publicados pela CMED no Portal da Anvisa.

Fonte: Midiamax

Comunicar erro
Criativa

Coment√°rios