Sicredi
Otica Visao
LSJ
Du Campo

Mortos "empacotados" em MS trabalhavam em lavoura de maconha no Paraguai

Os dois homens foram torturados antes de serem assassinados

Por Paulo Henrique em 18/02/2021 às 08:53:12

Os dois homens encontrados "empacotados" em Aral Moreira, cidade a 371 quilômetros de Campo Grande, nesta segunda-feira (15) teriam envolvimento com o tráfico de drogas, segundo informações apuradas pelo Jornal Midiamax. Um dos mortos tinha várias passagens pela polícia.

Os paraguaios Felipe Ribas Ojeda de 28 anos e Marcos Sanchelaridi de 27 anos trabalhavam em plantações de maconha no . Um deles tinha deixado a penitenciária a pouco tempo. Em uma das fotos obtidas pelo jornal, Marcos é visto em meio a uma plantação da droga e na outra foto, Felipe é visto em um acampamento usado por traficantes.

Os dois foram encontrados "empacotados" em uma estrada de terra. Um deles tinha um saco plástico na cabeça e as vítimas teriam sido torturadas antes de serem assassinadas. Segundo a polícia, nas imediações, não foi encontrada nenhuma pista, ou pessoa que pudesse ajudar a elucidar os crimes.

O crime é investigado e não há informações se os dois teriam envolvimento com facção criminosa.

Fonte: Midiamax

Comunicar erro
Criativa