Fernando Rufino conquista medalha de ouro no VL2; Giovane é prata no VL3

Fernando Rufino é campeão paralímpico na categoria VL2 da canoagem de velocidade das Paralimpíadas de Tóquio. Com tempo de 53,077s, o brasileiro venceu a decisão, seguido por Steven Haxton (EUA) e Norberto Mourão (POR). O também brasileiro Luis Carlos Cardoso terminou na 7ª posição.

Fernando Rufino e Giovane Vieira com as medalhas da canoagem — Foto: Miriam Jeske/CPB

Fernando Rufino e Giovane Vieira com as medalhas da canoagem — Foto: Miriam Jeske/CPB

 

 

 

Ativar som

Histórico! Fernando Rufino conquista o primeiro ouro brasileiro na paracanoagem!

Quem também fez bonito foi Giovane Vieira da Paula, que conquistou a prata na final do VL3. O ouro foi do australiano, e grande favorito, Curtis McGrath. Stuart Wood, da Grã-Bretanha, completou o pódio.

Fernando Rufino com a medalha de ouro — Foto: Miriam Jeske/CPB @miriamjeske.photo

Fernando Rufino com a medalha de ouro — Foto: Miriam Jeske/CPB @miriamjeske.photo

O caubói largou na raia 4, por ter feito o melhor tempo da primeira fase, mas do lado tinha o americano Steven Haxton que bateu o melhor tempo paralímpico (que era do brasileiro) na semifinal. Mas não deu chances aos rivais, com excelente largada, Rufino já abriu vantagem logo nos primeiros metros.

 

 

–:–/–:–

 

Confira o pódio de Fernando Rufino, primeiro brasileiro a conquistar uma medalha de ouro na canoagem paralímpica!

Dali para frente, só ampliou a diferença e venceu com o melhor tempo paralímpico. Fernando garantiu a 21ª medalha de ouro do Brasil nas Paralimpíadas de Tóquio, isso porque Thiago Paulino perdeu o título do arremesso de peso F57 na revisão.

Fernando Rufino é ouro na canoagem — Foto: Miriam Jeske/CPB @miriamjeske.photo

Fernando Rufino é ouro na canoagem — Foto: Miriam Jeske/CPB @miriamjeske.photo

Fernando Rufino estreia nos Jogos Paralímpicos, depois de ficar fora da Rio-2016 por conta de um problema cardíaco, mas chegou como um dos favoritos à Tóquio. Após ficar apenas com a quinta colocação na decisão do KL2, fez bonito no VL2 e não deu chance aos rivais.

Conhecido como caubói, Rufino é atual campeão mundial tanto do KL2 quanto do VL2, títulos que renderam a ele a vaga para disputar as Paralimpíadas. Antes do problema cardíaco, que o tirou dos Jogos do Rio, Fernando sobreviveu a um acidente de trânsito e também a ser atingido por um raio.

 

 

–:–/–:–

 

Paralimpíadas: o peão de rodeio que virou campeão mundial de canoagem

Giovane Vieira é prata

 

Além de Fernando Rufino, outros dois brasileiros entraram para a final no Va’a, mas na categoria VL3. Giovane Vieira fez uma provaça e garantiu a medalha de prata, atrás apenas do australiano Curtis McGrath.

Giovane Vieira recebe a medalha de prata da VL3 — Foto: Miriam Jeske/CPB

Giovane Vieira recebe a medalha de prata da VL3 — Foto: Miriam Jeske/CPB

Caio Carvalho e Giovane Vieira fizeram os dois melhores tempos da semifinal, depois de não conseguirem vencer suas respectivas baterias na primeira rodada. Com o segundo e o terceiro melhores tempos da semi, a dupla avançou à disputa de medalha.

 

 

–:–/–:–

 

Giovane Vieira de Paula conquista a prata na VL3 200 mx da paracanoagem!

Na decisão, tinha pela frente um confronto muito duro em Curtis McGrath (AUS), o grande favorito da categoria. E o australiano provou isso na bateria, depois de começar atrás, assumiu a ponta no meio e foi até o fim. Dono do melhor tempo da semi, Stuart Wood ficou com o bronze.

 

 

–:–/–:–

 

Confira o pódio de Giovane Vieira de Paula, prata na VL3 200 mx da canoagem paralímpica!

Giovane, por outro lado, fez excelente largada e desde o começo da prova esteve sempre entre os três primeiros. Depois de uma grande semifinal, Vieira soube manter o ritmo e garantir a segunda posição. Bronze em 2016, Caio ficou com a 7ª posição.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×