Com explosão de casos de covid, procura pela dose de reforço aumenta em MS

A procura pela dose de reforço da vacina contra a covid-19 teve aumento considerável nos últimos dias em Mato Grosso do Sul devido a explosão de novos casos da doença. Até esta quinta-feira (13), 748.634 pessoas tinham tomado a dose adicional no Estado.

Relatório feito pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), mostra uma evolução na média diária das aplicações das doses de reforço nos primeiros dias de 2022 em comparação com a segunda quinzena do mês dezembro de 2021.

Entre 18 e 24 de dezembro, período que antecedeu as festividades de fim de ano e os casos de covid-19 estavam em baixa, 45.555 pessoas foram imunizadas com dose de reforço, totalizando uma média diária de 6.508 aplicações. Entre 25 e 31 de dezembro, a procura pelo reforço despencou, o que já era esperado pela secretária de saúde, devido ao recesso e celebrações. Na última semana de 2021, apenas 21.580 pessoas foram imunizadas com o reforço no Estado e a média diária para o período foi de 3.083 aplicações.

Na primeira semana de janeiro, quando os casos da doença começaram a explodir, a média diária de aplicações de reforço saltou para 7.399. De 1º a 7 de janeiro foram aplicadas 51.792 doses de vacina. De 8 a 11 de janeiro, a média diária de aplicações do reforço aumentou para 8.331. Neste período de 3 dias da atual semana, foram aplicadas 33.324 doses reforço no Estado.

“A população estava com uma sensação de que a doença tinha acabado, mas os números mostram que não. Espero que a população retome a consciência e busquem a dose de reforço e até mesmo a primeira dose para aqueles que não se vacinaram. Queremos que a todos retomem a consciência, pois cada um tem que fazer a sua para juntos vencermos essa doença”, declarou o secretário de saúde, Geraldo Resende.

Conforme boletim epidemiológico publicado nesta quinta-feira (13), a média de contaminação dos últimos sete dias é de aproximadamente 1.173 casos diários, maior índice desde junho de 2021. A variante Ômicron é apontada como a possível causadora da nova onda de contágio, tendo em vista que ela é mais infecciosa que as demais.

Desde o início da pandemia, Mato Grosso do Sul registrou 389.880 casos de covid-19. Do total, 9.750 pessoas morreram.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×