Após calor de 40ºC, fim de agosto terá maior chuva em meses e temperatura de 12ºC em MS

Frente fria será impulsionada por massa de ar polar que vai trazer friozinho.

Dessa forma, a previsão indica mudança no tempo a partir de quinta-feira (26) para a região sul do Estado. A instabilidade chega acompanhada de uma frente fria que será impulsionada por uma massa de ar frio que vai ingressar com acentuado declínio da temperatura.

A MetSul Meteorologia alerta para o maior episódio de chuva em meses. A precipitação é muito esperada, principalmente, na lavoura, que sofre com a estiagem dos últimos meses, além de amenizar a presença das fumaças das queimadas.

Em Ponta Porã, por exemplo, o tempo já começa a mudar na quinta-feira, com possibilidade de chuvas e temperatura mínima em 13ºC. Na sexta, pode amanhecer com termômetros marcando 12ºC, assim como em outras cidades do extremo sul como em Sete Quedas.

O mapa abaixo mostra a projeção de chuva acumulada nesta semana do modelo meteorológico Icon do serviço meteorológico alemão. É possível observar maior acumulado de chuva na região sul de MS.

A imagem mostra possibilidade de chuva com acumulado entre 75mm e 100mm no extremo sul, incluindo Dourados e a região de fronteira que engloba Ponta Porã, Aral Moreira e Amambai.

Já mais na região central, a previsão é de precipitação de 50mm a 75mm na Região de Campo Grande.

Estiagem

A seca atinge a maior parte de Mato Grosso do Sul que sofre com a falta de chuva nos últimos dois meses. Dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) mostram que na região norte e nordeste do Estado não chove há mais de 2 meses.

Em Campo Grande, o acumulado registrado nos últimos 60 dias é de apenas 1.8mm. Em Jardim, a precipitação registrada é de 0,4mm. Corumbá, que sofre com incêndios florestais no Pantanal, teve 6mm de chuva em 2 meses, o que favorece a propagação do fogo e da fumaça.

A exceção é Iguatemi, que registrou 59.2mm.

Assim, a chegada de uma área de instabilidade poderá pôr fim ao tempo seco dos últimos meses em MS e trazer o maior período de chuva em meses à região.

Compartilhar:

Covid-19: Anvisa pede à Janssen informações sobre dose de reforço

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou à farmacêutica Janssen informações sobre o andamento dos estudos do laboratório que tratam de doses de reforço ou revacinação contra o novo coronavírus. A Agência informou na noite des ontem sexta-feira (20) que a intenção é saber se há dados científicos ou regulatórios que possam subsidiar a questão.

A Agência também solicitou que a empresa agende uma reunião com os técnicos da Anvisa para discutir dados que possam estar disponíveis e também estudos em andamento, cronogramas e resultados interinos.

A vacina da Janssen possui esquema de uma dose e está autorizada para uso emergencial no Brasil. Na última quinta-feira (19), a Anvisa já havia realizado uma reunião com a Pfizer para solicitação semelhante.

Fonte Dourados Informa

Compartilhar:

Eldorado-Embriagado e sem CNH homem bate carro em carreta canavieira na BR-163 e mulher morre

 

Um acidente na madrugada deste domingo (22), na BR-163, no município de Eldorado envolvendo um veículo Classic Life e uma carreta canavieira deixou como vítima fatal uma mulher ainda não identificada.

Conforme boletim de ocorrência, agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) foram acionados para um acidente grave e ao chegaram ao local, verificaram que o condutor do veículo Classic, Valdeir Jose de Oliveira, de 32 anos, estava com lesões leves, enquanto uma mulher de aproximadamente 30 anos, passageira do veículo, estava morta.

Segundo a PRF, foi possível verificar que existia um forte odor etílico dentro do veiculo e que o condutor estava em visível estado de embriaguez do condutor, porem sem condições fisiológicas para realizar o teste de etilômetro devido ao seu estado.

Em consulta, os policiais também verificaram que Valdeir não possuía CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Devido aos ferimentos, ele foi levado para o Hospital Municipal de Itaquiraí e irá prestar depoimento posteriormente.

À Polícia Civil, o motorista do caminhão canavieiro explicou que estava se direcionando para a BR-163 quando o Classic colidiu, em alta velocidade, com o último semi reboque da carreta. Sem ferimentos, ele foi liberado para realização de perícia indireta.

O caso foi registrado como direção em via pública sem permissão ou habilitação, condução com capacidade psicomotora alterada e homicídio culposo na direção de veículo.

Fonte- Ta na Midia

Compartilhar:

Itália bate recorde de temperatura

Itália bate recorde de temperatura na Europa com 48,8°C e luta contra incêndios florestais

Forte onda de calor atingiu o país do mediterrâneo nesta semana. Altas nas temperaturas acompanha a chegada de um anticiclone que vem sendo chamado de ‘Lúcifer’.

Uma forte onda de calor atinge a Itália carregada pela chegada do anticiclone “Lúcifer”, fenômeno formado em uma zona de alta pressão atmosférica. Na quarta-feira (11), o país registrou uma temperatura recorde de 48,8º C.

O valor, marcado região da Sicília, bate o recorde europeu anterior, quando em 1999 os termômetros registraram 48,5º C, também na Itália.

Na região da Calábria, conhecida como a ponta da bota italiana, e na Sicília, os bombeiros tiveram que realizar 300 intervenções nas últimas 12 horas para apagar focos de incêndio. Sete aviões Canadair foram mobilizados desde o amanhecer para lançar água sobre as chamas, anunciaram os bombeiros.

Um homem de 77 anos morreu nesta quarta-feira em decorrência de queimaduras sofridas em um incêndio enquanto tentava proteger seu rebanho no interior de Reggio, na Calábria.

Enquanto isso, a Madonia, região montanhosa próxima à capital da Sicília, Palermo, está há vários dias cercada por chamas que são alimentadas pelo vento e pelo calor extremo. O fogo destrói plantações, casas e fábricas.

Estado de emergência

 

O governador da Sicília, Nello Musumeci, pede que seja declarado estado de emergência para a Madonia. O ministro da Agricultura, Stefano Patuanelli, visitou o local nesta quarta-feira e prometeu “uma ajuda àqueles que perderam tudo”.

“Devemos, também, promover o papel da agricultura como guardiã do território” disse Patuanelli. “Devemos garantir que o agricultor que cuida de terras improdutivas, com manejo do solo que sirva para prevenir incêndios, seja protegido e amparado.”

Na Calábria, as chamas ameaçam o Geoparque Global da Unesco de Aspromonte, um parque nacional do país.

O presidente da ONG ambiental WWF Itália pediu na terça-feira “a intervenção imediata de recursos aéreos adicionais”.

“Caso contrário, será tarde demais e perderemos para sempre um patrimônio de valor inestimável”, lamentou. Ele também pediu “aumento da vigilância no campo porque nas áreas onde os incêndios já foram extintos houve registros de novos focos, muitos originados por criminosos inescrupulosos”, denunciou.

A Sardenha, onde um camponês de 35 anos suspeito de incêndio criminoso foi preso na terça-feira (10), não foi poupada: 13 incêndios foram registrados em apenas um dia e seis deles exigiram a intervenção de meios aéreos.

Triplo de incêndios

 

De acordo com o Coldiretti, o principal sindicato agrícola do país, o número de incêndios mais do que triplicou neste verão em comparação com a média do mesmo período, entre 2008 e 2020.

“Se por um lado seis em cada dez incêndios são de origem criminosa, por outro é necessário sublinhar as consequências do abandono de explorações agrícolas e a falta de fiscalização das florestas de domínio público”, destaca o sindicato, já que mais de um terço da Itália é coberto por bosques e florestas (11,4 milhões de hectares). “Temos que acabar com o abandono do campo”, conclui.

Nos próximos dias, o anticiclone responsável pela onda de calor que atingiu a Itália, apropriadamente chamado de Lúcifer, deverá se deslocar para o norte, onde as temperaturas devem atingir entre 39 e 40 graus Celcius na Toscana (centro), neste fim de semana de 15 de agosto e no Lazio (região de Roma).

Fonte: G1

Compartilhar:

Caveira mutila e decepa o nariz inteiro para ser o ‘homem mais modificado do Brasil’

Dono de um estúdio em Tatuí, no interior de São Paulo, o tatuador Fernando Franco de Oliveira realiza mudanças radicais em seu visual há anos. Ele já tem 99% do corpo tatuado e realizou uma série de modificações corporais.

A mais recente delas foi a remoção da maior parte do nariz, que o fez ganhar destaque na imprensa internacional. Caveira, como é mais conhecido hoje, se orgulha de ter recebido um prêmio por ser o homem mais tatuado do Brasil. Segundo ele, apenas as solas de seus pés não possuem desenhos.

“Na pandemia, vi que os caras começaram a fazer modificações e falei: quer saber? Já sou o cara mais tatuado do Brasil. Também quero ser o mais modificado. Botei orelhas de orcs [monstros mitológicos vistos em ‘O Senhor dos Anéis’], botei dentes de vampiro e mutilei meu nariz”, afirma ele, com ênfase no nariz. “Decepei o nariz inteiro”, disse o tatuador em entrevista ao UOL.

Fernando antes e depois de cobrir o corpo com tatuagens (Foto: Acervo Pessoal)

A intenção de Fernando é ser o primeiro. Ele já é o homem mais tatuado do Brasil e quer ser reconhecido como o mais modificado. “Estou lacrado. A pele dos pés é muito grossa, é muito difícil de pegar tatuagem. Mas se alguém tentar arrancar meu ranking, vou tatuar as solas dos pés nem que seja com uma lixadeira. Esse certificado não sai daqui de casa”, afirmou ao UOL.

Caveira revela como surgiu o apelido pelo qual hoje é conhecido. “Até então, meu nome era Fernando. Um dia, no meu estúdio, decidi que tinha que ter um apelido. Falei para os meus colegas começarem a me chamar de Caveira. Agora é só Caveira. Muitos amigos me trazem copos de caveira, vão à praia e compram cara de caveira, já tentaram até roubar crânio de caveira do cemitério para mim, mas isso aí, sai fora”, exclamou.

Caveira à esquerda e Diabão à direita (Fotos: Reprodução)

 

Rivalidade?

Na incessante luta para não ser superado por ninguém, o tatuador insinua rivalidade com o também conhecido Diabão Praddo. “Ele tem aquela aparência dele lá, mas, se você olhar atrás na cabeça dele, não tem tatuagem. Para mim, isso não conta. Eu estou acima, tenho meu certificado no ranking, tenho o corpo inteiro tatuado, as modificações que ele fez, também fiz”, garante.

“Vou colocar mais implantes de chifres na cabeça, tatuagens que cortam a pele e deixam cicatrizes. Não vou parar, para a alegria do Diabão”, provoca.

Compartilhar:
×