Empresa anuncia US$ 15 milhões para trazer à vida um mamute extinto há 10 mil anos

Uma empresa de biociência e genética anunciou nesta segunda-feira (13) o investimento de 15 milhões de dólares (cerca de 78 milhões de reais) para trazer o mamute-lanoso de volta à vida. Para recriar o animal extinto há cerca de 10 mil anos, os pesquisadores planejam usar parte do genoma dos elefantes asiáticos.

gigante conhecido por suas presas invertidas e alongadas era um mamífero que se alimentava de plantas e habitava as áreas mais congelantes do globo, façanha que só era possível graças às duas camadas de pelo espesso que mantinham seu sangue quente.

O audacioso projeto que promete trazer de volta à vida criaturas da Idade do Gelo foi anunciado pela empresa americana Colossal, fundada por Ben Lamm, um empresário de tecnologia e software, e George Church, geneticista pioneiro na abordagem sobre edição de genes e professor de genética de Harvard.

Segundo eles, trazer o mamute-lanoso representa não só um grande avanço para a ciência na possibilidade de reverter o cenário de espécies extintas, mas também uma forma de combater às mudanças climáticas.

RELEMBRE: Jornal Nacional (2012) - Filhote de mamute começa a ser exposto em países da Ásia

00:00/00:22

RELEMBRE: Jornal Nacional (2012) – Filhote de mamute começa a ser exposto em países da Ásia

É possível trazer espécies extintas de volta à vida?

 

Segundo a Colossal, sim. Contudo, a ideia não é fazer cópias exatas do gigante extinto, mas sim adaptá-lo utilizando parte do DNA do elefante asiático, o animal vivo que possui o maior número de genes semelhantes ao do mamute.

“Embora o mamute-lanoso não esteja vivo andando pelas tundra, o código genético do animal está quase 100% vivo nos elefantes asiáticos de hoje. Precisamente, os dois mamíferos compartilham uma composição de DNA 99,6% semelhante“, defendem os cientistas.

 

Para isso, os pesquisadores irão criar embriões utilizando células retiradas da pele de elefantes asiáticos e, em laboratório, irão reverter os estágios dessas células até que se tornem células-tronco, que são células mais versáteis e que carregam o DNA dos mamutes.

Células específicas responsáveis pela caracterização dos peles, presas, camada de gordura e outras características que fazem os mamutes adaptáveis às regiões mais frias do globo serão identificadas a partir da comparação com o genoma extraído da carcaça de mamutes recuperados no permafrost -nome dado à camada permanentemente congelada abaixo da superfície da Terra.

“Graças ao seu habitat no permafrost, tundra e regiões congeladas de estepe, muitos mamutes que morreram nunca se deterioraram completamente – em vez disso, permaneceram selados no gelo para serem descobertos posteriormente. Assim, as amostras de tecido coletadas contêm DNA intacto, comida não digerida nos estômagos dos mamutes, pelos, presas e muito mais“, afirmam os pesquisadores.

 

Caso esses processos sejam bem-sucedidos, os embriões serão levados para uma barriga de aluguel ou um útero artificial, onde serão gestados. A gestação de um elefante, caso se desenvolva sem problemas, dura 22 meses.

RELEMBRE: Jornal das Dez (2015) - Esqueleto de um mamute é encontrado por um fazendeiro nos Estados Unidos

RELEMBRE: Jornal das Dez (2015) – Esqueleto de um mamute é encontrado por um fazendeiro nos Estados Unidos

Como poderia ajudar no combate às mudanças climáticas?

 

Segundo os pesquisadores, os mamutes poderiam ajudar a combater o avanço das mudanças climáticas trazendo de volta a vegetação original das tundras, que mais se assemelham a um pasto, do que o que é atualmente, coberto por musgos.

Isso ajudaria a evitar o aquecimento do permafrost e, consequentemente, seu descongelamento.

Pesquisadores estimam que o permafrost mantém quase 1,7 trilhão de toneladas de carbono aprisionado, ou seja, quase o dobro do dióxido de carbono (CO2) presente na atmosfera.

Compartilhar:

Alfa Romeo anuncia contratação de Valtteri Bottas

A semana começa animada para os fãs de Fórmula 1! A equipe Alfa Romeo anunciou na manhã desta segunda-feira (6) a contratação do piloto finlandês Valtteri Bottas para multiplos anos. Há cinco temporadas na equipe Mercedes, Bottas vinha enfrentando tempos difíceis na pista e muita pressão fora dela. O piloto de 32 anos está há 20 corridas sem vencer e ficou com a terceira colocação na corrida deste domingo (5), na Holanda.

A contratação do finlandês foi anunciada dias depois de Kimi Raikkonen, atual piloto da Alfa Romeo, divulgar a sua aposentadoria para o final desta temporada. O destino do outro piloto da Alfa Romeo, Antonio Giovinazzi, segue incerto, pois a equipe não assegurou até o momento a permanência dele no time.

Com a saída de Bottas da Mercedes, os fãs do piloto britânico George Russell animam-se com a possibilidade de ida para a equipe. Atualmente, ele corre pela Williams e vem se destacando nas pistas pelo bons resultados em treinos classificatórios, mesmo com o carro pouco competitivo da equipe. O time, chefiado por Toto Wolff, ainda não anunciou quem será o novo parceiro do heptacampeão Lewis Hamilton. Fica aí a expectativa!

Compartilhar:

China proíbe menores de idade de jogarem games on-line em dias de semana

A China limitou menores de 18 anos de idade a jogarem games on-line para, no máximo, 3 horas por semana, anunciou o órgão regulador do setor audiovisual, de publicação e de radiodifusão nesta segunda-feira (30).

Conforme agências internacionais, crianças e adolescentes só poderão  jogar este tipo de game às sextas, sábados e domingos, com limite de três horas. Até então, já estava proibido jogar games on-line entre 22h e 8h, mas agora, só será permitido entre às 20h e 21h (horário local).

A medida, em princípio, se aplica apenas a videogames on-line e não aos que não precisam de acesso à internet.

Recentemente, um artigo em jornal apoiado pelo governo local afirmou que os games se tornaram um “ópio mental” e citou o jogo mais popular da China, o “Honor of Kings”, com mais de 100 milhões de usuários ativos.

Com a pressão, a empresa de tecnologia Tencent já havia anunciado restrições com reconhecimento facial para que menores de 18 anos não pudessem jogar por mais de 1h por dia.

Compartilhar:

Criança acha arma em casa e mata mãe com tiro na cabeça durante chamada de vídeo nos EUA

Uma criança encontrou uma arma em sua residência e matou a própria mãe com um tiro acidental. Segundo informaram as autoridades da Flórida (EUA), Shamaya Lynn, de 21 anos, participava de uma chamada de vídeo na plataforma Zoom quando tudo aconteceu.

O tiro atingiu a cabeça da mulher, que caiu para trás e não resistiu ao ferimento. O acidente aconteceu na última quarta-feira (11), quando Shamaya fazia uma reunião online de trabalho e os colegas viram tudo ao vivo.

Uma das testemunhas entrou em contato com o serviço de emergência e contou às autoridades que viu a criança e escutou um barulho. A idade da criança não foi divulgada, mas as autoridades se referiram a ela como “toddler”, termo em inglês usado para definir crianças entre um e três anos.

Lyn foi encontrada já morta pela equipe médica. Ela deixa dois filhos pequenos. “Os investigadores determinaram que o ferimento foi causado por uma criança que encontrou uma arma carregada, deixada sem segurança por um adulto no apartamento”, informou a polícia.

De acordo com os investigadores, a arma pertencia ao pai das crianças. Ninguém ficou ferido, além de Shamaya. Os menores estão sendo cuidados por parentes. A polícia abriu inquérito para ver se alguma acusação será feita contra o dono do revólver.

Compartilhar:

Itália bate recorde de temperatura

Itália bate recorde de temperatura na Europa com 48,8°C e luta contra incêndios florestais

Forte onda de calor atingiu o país do mediterrâneo nesta semana. Altas nas temperaturas acompanha a chegada de um anticiclone que vem sendo chamado de ‘Lúcifer’.

Uma forte onda de calor atinge a Itália carregada pela chegada do anticiclone “Lúcifer”, fenômeno formado em uma zona de alta pressão atmosférica. Na quarta-feira (11), o país registrou uma temperatura recorde de 48,8º C.

O valor, marcado região da Sicília, bate o recorde europeu anterior, quando em 1999 os termômetros registraram 48,5º C, também na Itália.

Na região da Calábria, conhecida como a ponta da bota italiana, e na Sicília, os bombeiros tiveram que realizar 300 intervenções nas últimas 12 horas para apagar focos de incêndio. Sete aviões Canadair foram mobilizados desde o amanhecer para lançar água sobre as chamas, anunciaram os bombeiros.

Um homem de 77 anos morreu nesta quarta-feira em decorrência de queimaduras sofridas em um incêndio enquanto tentava proteger seu rebanho no interior de Reggio, na Calábria.

Enquanto isso, a Madonia, região montanhosa próxima à capital da Sicília, Palermo, está há vários dias cercada por chamas que são alimentadas pelo vento e pelo calor extremo. O fogo destrói plantações, casas e fábricas.

Estado de emergência

 

O governador da Sicília, Nello Musumeci, pede que seja declarado estado de emergência para a Madonia. O ministro da Agricultura, Stefano Patuanelli, visitou o local nesta quarta-feira e prometeu “uma ajuda àqueles que perderam tudo”.

“Devemos, também, promover o papel da agricultura como guardiã do território” disse Patuanelli. “Devemos garantir que o agricultor que cuida de terras improdutivas, com manejo do solo que sirva para prevenir incêndios, seja protegido e amparado.”

Na Calábria, as chamas ameaçam o Geoparque Global da Unesco de Aspromonte, um parque nacional do país.

O presidente da ONG ambiental WWF Itália pediu na terça-feira “a intervenção imediata de recursos aéreos adicionais”.

“Caso contrário, será tarde demais e perderemos para sempre um patrimônio de valor inestimável”, lamentou. Ele também pediu “aumento da vigilância no campo porque nas áreas onde os incêndios já foram extintos houve registros de novos focos, muitos originados por criminosos inescrupulosos”, denunciou.

A Sardenha, onde um camponês de 35 anos suspeito de incêndio criminoso foi preso na terça-feira (10), não foi poupada: 13 incêndios foram registrados em apenas um dia e seis deles exigiram a intervenção de meios aéreos.

Triplo de incêndios

 

De acordo com o Coldiretti, o principal sindicato agrícola do país, o número de incêndios mais do que triplicou neste verão em comparação com a média do mesmo período, entre 2008 e 2020.

“Se por um lado seis em cada dez incêndios são de origem criminosa, por outro é necessário sublinhar as consequências do abandono de explorações agrícolas e a falta de fiscalização das florestas de domínio público”, destaca o sindicato, já que mais de um terço da Itália é coberto por bosques e florestas (11,4 milhões de hectares). “Temos que acabar com o abandono do campo”, conclui.

Nos próximos dias, o anticiclone responsável pela onda de calor que atingiu a Itália, apropriadamente chamado de Lúcifer, deverá se deslocar para o norte, onde as temperaturas devem atingir entre 39 e 40 graus Celcius na Toscana (centro), neste fim de semana de 15 de agosto e no Lazio (região de Roma).

Fonte: G1

Compartilhar:

Jovem morre ao cair de guindaste enquanto gravava vídeo para o Tik Tok

A chinesa Xiao Qiumei, 23 anos, famosa por fazer vídeos para o Douyin, versão permitida do TikTok na China, morreu ao cair de um guindaste de 50 metros de altura enquanto gravava uma dança para a rede social.

O caso ocorreu na última terça-feira (20). Qiumei era operadora de guindaste, mãe de dois filhos e uma das influenciadoras com mais visualizações do Douyin, com mais de 100 mil seguidores.

No vídeo, Qiumei despencando da estrutura metálica enquanto gravava a dança na cabine do guindaste. Ela não usava equipamentos de segurança, como cinto e capacete.

Conforme relatado por testemunhas, a chinesa caiu com o celular na mão, por volta das 17h30, quando a maioria dos seus colegas já tinha encerrado o expediente.

A família confirmou a morte de Qiumei três dias após o ocorrido e negou que a jovem tenha participado de algum desafio nas redes sociais que colocasse sua vida em risco. Eles alegam que a jovem apenas pisou em falso e acabou caindo.

Xiao já foi velada e cremada, conforme as tradições locais.

Compartilhar:

Explosão em fábrica de plástico deixa ao menos um morto e 27 feridos na Tailândia

Uma grande explosão em uma fábrica nos arredores de Bangkok matou ao menos uma pessoa e feriu outras 27, nesta segunda-feira (5), na Tailândia. O impacto danificou janelas e outras estruturas próximas, sacudiu um terminal do aeroporto da capital e levou à evacuação de residentes da área, disseram autoridades.

O incêndio começou por volta das 3 da manhã (horário local, noite de domingo em Brasília) em uma fábrica de plástico perto do aeroporto de Suvarnabhumi. Uma densa cortina de fumaça preta subiu acima da fábrica em chamas e podia ser vista a 35 km de distância. A causa da explosão é ainda desconhecida. “Temos 27 feridos, a maioria devido aos cortes, e um falecido, que era bombeiro”, disse Somsak Kaewsena, chefe do distrito de Bang Pli, onde se encontra a fábrica taiwanesa Ming Dih Chemical Co..

Imagens publicadas pela mídia tailandesa mostraram bombeiros escalando destroços de aço retorcido para colocar mangueiras perto o suficiente das chamas enquanto lutavam para controlar o fogo. Outras fotos mostraram casas próximas com as janelas quebradas e destroços nas ruas, com fumaça negra subindo sobre a área mesmo horas depois.

Autoridades ordenaram a evacuação da área ao redor do incêndio por medo que o vazamento de produtos químicos causasse mais explosões. Abrigos foram instalados em uma escola e em um escritório do governo para os que foram forçados a deixar suas casas. “Não sabemos se ainda há algo que possa explodir”, disse Kaewsena, acrescentando que as autoridades ainda trabalham para controlar o fogo.

Um trabalhador de resgate voluntário disse à TV pública que estava tendo dificuldade para encontrar pessoas que possivelmente ainda estavam na fábrica. “Estamos tentando procurá-los”, disse. “Mas as chamas são bastante altas, então é preciso muito esforço.” Ele afirmou que equipes de resgate também estavam se espalhando pela área para ajudar os feridos, que estão sendo levados a um hospital próximo para tratamento. Das 11 vítimas relatadas até o momento, uma está em estado grave

Os bombeiros usaram helicópteros para despejar água em áreas de difícil acesso no grande complexo. No meio da manhã, o incêndio principal na fábrica Ming Dih Chemical foi controlado, mas um enorme tanque contendo monômero de estireno continuava a queimar, disse o oficial local de prevenção de desastres. Não houve nenhuma posição imediata sobre o que poderia ter causado a explosão, e a empresa responsável pela fábrica não respondeu a chamados por telefone.

O monômero de estireno é um produto químico líquido perigoso usado na produção de pratos descartáveis, copos e outros produtos, e pode produzir gás venenoso quando inflamado.

A mídia local informou que a explosão inicial sacudiu o edifício do terminal em Suvarnabhumi, disparando alarmes no principal aeroporto internacional de Bangkok. Autoridades do aeroporto disseram que nenhum voo foi cancelado, mas não deram outros detalhes imediatos. (Fonte: Associated Press).

Compartilhar:

Criador do antivírus McAfee é encontrado morto na prisão

Um dos mais controversos personagens do mundo da tecnologia está morto. O pioneiro dos programas de antivírus John McAfee foi encontrado sem vida ontem, em uma prisão em Barcelona, na Espanha – a informação foi confirmada pelo Departamento de Justiça catalão.

As autoridades espanholas acreditam que o empresário, de 75 anos, se matou após a decisão judicial da última segunda-feira, 21, que autorizava a extradição de McAfee para os EUA, onde iria cumprir pena pelo crime de evasão fiscal. Segundo as autoridades, McAfee foi encontrado enforcado. Uma autópsia está em andamento para confirmar a causa do óbito.

Prisão

Procurado pela Interpol com código vermelho (o mais alto da polícia internacional), McAfee foi preso em outubro de 2020 quando estava prestes a embarcar em um voo para Istambul com um passaporte britânico. As forças policiais haviam encontrado o empresário depois que ele publicou uma foto nas redes sociais que teria denunciado sua localização.

Autoridades dos EUA afirmam que McAfee sonegou impostos e não informou ganhos de milhões de dólares por meio da promoção de criptomoedas, trabalho de consultoria e venda de direitos sobre a história de sua vida para um documentário. O órgão de regulação do mercado de capitais dos Estados Unidos, a SEC, o acusa de ter levantado US$ 23,1 milhões com recomendações enganosas sobre criptomoedas.

Em entrevista ao jornal espanhol El Diario, McAfee havia descrito sua rotina na penitenciária em Barcelona: “A vida nas prisões espanholas é como o (hotel) Hilton comparada ao surrealismo abjeto e à desumanização das americanas. Aqui eles me tratam como um ser humano.” (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhar:

Usina Nuclear na China apresenta risco de vazamento radiológico

A atividade incomum em um reator de energia nuclear na China chamou a atenção internacional, após duas empresas francesas admitirem problemas, mas assegurarem que eles serão tratados com segurança. Inaugurada há dois anos, a Usina Nuclear de Taishan, na Província de Guangdong, está sob vigilância por um problema no circuito de um de seus reatores do tipo EPR, construído em parceria com a EDF, principal concessionária de energia da França.

Em comunicado, a empresa, coproprietária da usina, disse que certos gases nobres se acumularam na água e no vapor ao redor das barras de combustível de urânio, no coração do reator. No entanto, a direção garante ter procedimentos para lidar com esse acúmulo de gases, descrito como um “fenômeno conhecido”.

Framatome, uma afiliada da EDF e construtora dos reatores, disse que houve um problema de desempenho, mas a instalação estava operando dentro de seus parâmetros de segurança. Na China, a usina garantiu, na noite de domingo, 13, que nenhum vazamento no meio ambiente foi detectado. No entanto, a TV americana CNN disse ontem que a Framatome havia procurado ajuda dos EUA, citando uma “ameaça radiológica iminente” na central nuclear de Taishan.

A emissão dos chamados gases nobres – xenônio ou argônio, que são gerados durante a fissão nuclear -, detectada no circuito primário do reator, seria causada por uma degradação do revestimento de alguns elementos físseis, explicou a EDF, sem especificar quantos desses elementos foram afetados.

Um reator do tipo EPR contém 241 conjuntos físseis, cada um consistindo de 265 hastes. “O circuito é projetado para que (os gases) sejam coletados e tratados”, disse a empresa. “A presença de determinados gases nobres no circuito primário é um fenômeno conhecido, estudado e previsto pelos procedimentos operacionais dos reatores.”

“Deve haver bainhas metálicas (das hastes) vazando, deixando passar gases nobres que contaminam o fluido primário”, declarou a vice-diretora-geral do Instituto Francês para Proteção contra Radiação e Segurança Nuclear, Karine Herviou, à agência France Presse. “Dito isso, a contaminação do fluido primário não significa liberação para o meio ambiente”, ressaltou, explicando que há duas barreiras de contenção. “Não sabemos os valores, a concentração, não sabemos a extensão do fenômeno. Não há grande preocupação, por enquanto, levando em conta o que sabemos.”

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), com sede em Viena, declarou que, nesta fase, não há nenhuma indicação de que tenha ocorrido um incidente radiológico.

Os dois reatores de Taishan são até agora os únicos EPRs em serviço no mundo. Outros desses reatores de terceira geração estão em construção na Finlândia, na França e no Reino Unido. A China tem cerca de 50 reatores em operação e é o terceiro país com mais reatores, atrás de EUA e França.

Segundo a CNN, a Framatome teria entrado em contato com os EUA para solicitar autorização de assistência técnica para resolver uma ameaça radiológica iminente. Não se sabe por que o aval americano é necessário para intervir. Ainda de acordo com a TV, as autoridades de segurança chinesas também aumentaram os limites aceitáveis de radiação fora do local para evitar o desligamento da usina.

Já a operadora da central, China General Nuclear Power Group – estatal proprietária de 70% da planta de Taishan -, divulgou um comunicado assegurando que os indicadores ambientais da usina estavam normais. (Com agências internacionais).

Compartilhar:

Biden e Otan descrevem Rússia como ameaça e definem China como desafio

A pressão do governo dos EUA sobre a China recebeu um reforço nesta segunda-feira (14), quando os 30 países que compõem a Otan declararam o crescimento do poder militar chinês como um “desafio” à segurança ocidental. No comunicado, divulgado após o encontro do grupo, em Bruxelas, a aliança atlântica subiu o tom sobre os riscos que representam as ambições militares de Pequim.

A Otan, formada na Guerra Fria, continua a ver no que descreve como “ações agressivas da Rússia” uma ameaça à “segurança atlântica”. O tom mais agressivo sobre a China, porém, foi a maior novidade da cúpula, a primeira com a presença de Joe Biden como presidente dos EUA. Nela, os aliados demonstraram preocupação com a “influência crescente” e com os “investimentos” militares chineses.

“As ambições declaradas e o comportamento assertivo da China apresentam desafios sistêmicos à ordem internacional baseada em regras e às áreas relevantes para a segurança da aliança atlântica”, afirmaram os países da Otan no comunicado divulgado após o encontro.

Os países-membros destacaram ainda o crescimento do arsenal nuclear da China e o fato de Pequim tratar de maneira “opaca” sua modernização militar, além de mencionar a cooperação entre chineses e russos. O orçamento militar da China é o segundo maior do mundo, atrás apenas do americano, mas tem crescido a um ritmo acelerado.

Antes de viajar ao Reino Unido e à Bélgica, onde se reuniu nos últimos dias com os líderes do G-7 e da Otan, Biden deixou claro que buscaria apoio entre velhos aliados para as cobranças feitas pela Casa Branca a Moscou e a Pequim. O democrata faz questão de demonstrar que o grupo de países ricos é capaz de oferecer respostas econômicas, políticas e militares para vencer o que classifica como uma batalha entre democracia e autoritarismo.

Às margens do encontro, Biden aproveitou para agradecer aos líderes de Estônia, Letônia e Lituânia por barrarem a entrada da chinesa Huawei no mercado de tecnologia 5G, uma cruzada empreendida pelos americanos ao redor do mundo sob o argumento de defesa da segurança nacional.

Em um aceno à diplomacia, no entanto, os integrantes da Otan disseram que pretendem continuar a trabalhar com a China e não classificaram o país como uma ameaça, termo usado para tratar da Rússia.

Biden também conversou com aliados sobre o encontro que terá na quinta-feira, em Genebra, com o presidente russo, Vladimir Putin Questionado por jornalistas, ele disse que não divulgaria a estratégia para a reunião. “O que vou transmitir ao presidente Putin é que não estou procurando um conflito com a Rússia, mas que responderemos se o país continuar com suas atividades ameaçadoras”, afirmou. “Não deixaremos de defender a aliança atlântica ou de defender os valores democráticos.”

Biden, diferentemente de seu antecessor, Donald Trump, demonstra apreço pela Otan e disse que a aliança é “inabalável”. “É um compromisso sagrado”, afirmou. Em seu governo, Trump reclamou dos custos da Otan e queixou-se que os europeus não pagavam suficiente para manter a organização.

Apesar de Biden ter tentado demonstrar unidade, nem todo mundo da Otan concorda com a pressão sobre a China. Alguns países, como a Hungria, têm relações fortes com Pequim e buscam investimentos chineses. Outros, como a Alemanha, ficam no meio do caminho, entre a necessidade de trabalhar com a China no combate às mudanças climáticas e o dever de controlar suas ambições globais. Outros acreditam que o foco excessivo na China desvia a atenção da missão central da aliança contra a Rússia.

Compartilhar:
×