2021: Dengue infecta 11,3 mil e mata 14 pessoas no Estado

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) divulgou, na quinta-feira (6), o balanço de casos de dengue, zika e chikungunya. A maior incidência de infectados e a única das doenças que causou mortes, foi a dengue.

Segundo a SES, em 2021 foram identificados 11.313 casos e 14 óbitos, em decorrência da doença. Já no caso da zika, o patamar ficou bem abaixo: 58 casos identificados, porém nenhuma morte.

Já em relação a chikungunya, foram identificados 166, mas também nenhum óbito.

Metodologia – Ainda de acordo com a SES, os dados têm como foco apresentar o panorama da doença no período analisado, sendo um instrumento de auxílio para a elaboração de estratégias, ações e interlocuções entre as equipes técnicas.

A estratificação de risco para os municípios usa como ponto de corte valores de referência das taxas de incidência calculada com os números absolutos de casos prováveis divididos pela população residente de cada município vezes 100.000 habitantes.

Casos prováveis englobam os casos ainda em investigação, que não foram finalizados no sistema ou que já foram confirmados. Também é apresentado neste boletim o número de casos confirmados, levando em conta o critério laboratorial ou clínico-epidemiológico, sujeitos a alterações.

Todos os dados apresentados a seguir têm como fonte oficial o SINAN Online e, portanto, para que sejam dados atualizados, se faz necessária a inserção e encerramento oportuno das notificações por parte das fontes notificadoras municipais no banco de dados oficial (SINAN Online).

O presente boletim compila os dados até a Semana Epidemiológica (SE) 52, com data final em 01 de Janeiro de 2022.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×